vfo

VFO

Para mim o VFO é um dos circuitos mais importantes de um receptor ou emissor.
Muitos circuitos têm sido testados mas este é o que melhores resultados me tem dado quer em funcionamento quer em estabilidade. Na maioria de VFO que tenho construído, a bobina L1 tem como suporte um bocado de tubo PVC das instalações eléctricas.
L2 é um choque de RF com 100 uH ou mais, depende da frequência.
Os condensadores C3, C5, C6 e C8 são de polistireno. Devido ao calor desenvolvido o condensador C6 convém ser formado por dois ou três condensadores em paralelo para melhorar a estabilidade.
C7 também pode ser um conjunto série/paralelo. Depende da capacidade do variável,  da frequência de trabalho e do desvio pretendido.
O díodo D1 serve para limitar as oscilações positivas.
O transístor Q1 é um MPF102. Podem ser utilizados outros.
A alimentação pode ter qualquer valor entre 5 e 9 volts mas com boa estabilização para evitar deslizamentos e o muito incomodativo choradinho.
Convém respeitar os valores das impedâncias das bobinas e dos condensadores para resultados mais favoráveis.
Em vez de C7 eu estou a utilizar um circuito com díodos VARICAP. Mesmo assim o funcionamento é bastante aceitável depois dos primeiros dez minutos após a ligação da alimentação.
O VFO deve ser seguido de um amplificador para que as interferências da carga não sejam tão notáveis no oscilador. Esse amplificador deve ter alta impedância de entrada e baixa impedância de saída. Pode ser utilizado o circuito abaixo


ampl. do vfo


Para mais informações consultar o livro "SOLID STATE DESIGN for THE RADIO AMATEUR" de Wes Hayward e Doug DeMaw, W7ZOI e W1FB respectivamente.


Mais sobre VFO

Voltar para a página de CT4ER

Mail to: CT4ER
Última actualização: 27-05-2010 15:55